quarta-feira, 1 de junho de 2011

Se for só de palavras,não vale!!!!1João 4: 19-21

Há pessoas que afirmam que amam a Deus de uma forma tão convincente, quase chorando, que só dá para ficarmos impressionados com elas. Há pessoas que falam tanto que amam a Deus, que não dá para não acreditar nelas. Mas irmãos, estas pessoas, ao afirmar que amam a Deus, muitas vezes estão cumprindo apenas a parte mais fácil. Elas dizem que amam a Deus. Mas dizer isso, dizer: “Amo a Deus”, é difícil? Não. Dizer “Amo a Deus” é a coisa mais fácil do mundo, irmãos. Dizer isso não custa nada. É por isso que muitos dizem: “Amo a Deus”.
Vamos olhar a nossa realidade. Vamos olhar agora a nossa vida. Vamos olhar o que nós fazemos na prática. Como está o nosso relacionamento com os nossos irmãos? É isto que a Palavra de Deus faz. Deus não gosta de palavras vazias. Deus não gosta de palavras bonitas que não tem nada a ver com a realidade. Ele gosta de ver que as palavras boas sejam postas em prática. E como é a nossa prática? Como nós, que às vezes até costumamos dizer: “Amo a Deus”, como nós nos relacionamos com os nossos irmãos? Como é o convívio com os outros? Só há dois cenários: É amar o seu irmão, ou odiá-lo. É um dos dois. A palavra de Deus desconhece um terceiro caminho. Ou amamos, ou não. Amamos, senão odiamos. Procuramos ter um contato bom com o nosso irmão, dando um alô a ele, mostrando interesse na vida dele, orando por ele, falando como irmão e amigo com ele. Ou, senão, fazemos o contrário: não queremos conversar com ele, não procuramos ajudá-lo, não oramos por ele, não queremos falar uma palavra amiga com ele, pelo contrário, fazemos questão de não ter contato com ele. São duas atitudes diferentes. A primeira atitude chama-se amor. Qu O que devemos procurar fazer? Devemos procurar amar os nossos irmãos. É a coisa mais importante que existe, pois quem não ama a seu irmão, que conhece bem, também não poderá amar a Deus, que nunca viu. É bom pensarmos nestas palavras, irmãos. Não pensem que isso é pesado demais, e que desse jeito não dá para ser crente. Não fiquem incomodados, por acharem estas palavras difíceis demais. Irmãos, não há outro jeito. Não podemos pregar outra mensagem! Não podemos facilitar as coisas, dizendo: Se vocês participam dos cultos, para assim amar a Deus, está tudo bem e podem deixar de amar aqueles irmãos. Não existe esta saída para ninguém. Importa apenas uma só coisa para nós que pertencemos à igreja de Cristo: é o amor, o amor a Deus, o amor verdadeiro, que se manifesta no amor ao próximo. Não foi eu quem inventou isso. Também não foi o apóstolo João quem inventou. Foi Deus mesmo, irmãos, como o apóstolo João afirma: “Ora, temos, DA PARTE DELE, este mandamento: que aquele que ama a Deus, ame também a seu irmão” (1 João 4:21). Reflitamos sobre isto. E oremos a Deus para que possamos pôr em prática este excelente mandamento de Deus. Não adianta dizer: “Amo a Deus”. Importa mostrarmos isto a nossos irmãos. Assim podemos ser uma igreja verdadeira de Cristo, uma igreja que tem o essencial: o amor.
Não nos conformemos com este mundo....
Nos transforma Senhor através do teu Espítito!!!
Amém

Um comentário:

  1. Olá gostei do blog conteudo muito bom que Deus continue abençoando. ja estou seguindo. fique na paz do Senhor Jesus.
    www.blogandodemadrugada.blogspot.com

    ResponderExcluir